0

Configuração de Proxy autenticado do Linux.

No APT :

Abra o arquivo “/etc/apt/apt.conf” ou crie o arquivo “/etc/apt/apt.conf.d/98proxy”

      Acquire{
      HTTP::proxy “http://usuario:senha@ip-do-servidor:porta";
      FTP::proxy “http://usuario:senha@ip-do-servidor:porta";
      }

 

No WGET :

     Abra o arquivo “/etc/wgetrc”

     http_proxy = http://usuario:senha@ip-do-servidor:porta
     https_proxy = http://usuario:senha@ip-do-servidor:porta
     ftp_proxy = http://usuario:senha@ip-do-servidor:porta
     use_proxy = on

 

Como identificar a configuração do Serviço de proxy:

O proxy em qualquer distribuição linux é configurado através de variáveis de sistema, o proxy https: ‘https_proxy'; http: ‘http_proxy';e o proxy ftp: ‘ftp_proxy’.

Para verificar se estas variáveis estão setadas, pode-se executar os seguintes comandos ‘env’ ou ‘export':

      #env

O Comando ‘env’, exibe todas as variáveis carregadas da sessão shell;

      #export

O comando ‘export’, exibe todas as variáveis exportadas e habilitadas na sessão shell;

Se não aparecer as variáveis, quer dizer que não há proxy configurado.

Configuração
Para definir o proxy é simples, basta configurar as variáveis com os valores desta forma:

      protocolo_proxy=protocolo://FQDN:porta; ou se for autenticado protocolo_proxy=protocolo://username:password@FQDN:porta;

exemplo com proxy sem autenticação:

      https_proxy=http://ip-do-servidor:porta

      http_proxy=http://ip-do-servidor:porta

      ftp_proxy=http://ip-do-servidor:porta

exemplo com proxy autenticado:

      https_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta
      http_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta
      ftp_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta

Se por ventura a senha(password), contiver ‘@’, será necessário proteger sua apresentação, exemplo:

      http_proxy=http://username:p\@ssword@ip-do-servidor:porta

Para que a configuração de proxy, esteja em vigor em todas subsessões, execute com o comando ‘export’, desta forma:

      export http_proxy=http://username:p\@ssword@ip-do-servidor:porta; ou
      export http_proxy=http://ip-do-servidor:porta; ou
      export http_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta

Entretanto tudo que foi apresentado até agora, é volátil, ou seja, desaparece após o logout.

Para tornar esta configuração permanente, há duas formas:

A primeira por usuário, usando o usuário logado como exemplo, acrescente a configuração no arquivo ~/.bashrc, ou o arquivo ~/.bash_profile

    export https_proxy=http://ip-do-servidor:porta
    export http_proxy=http://ip-do-servidor:porta
    export ftp_proxy=http://ip-do-servidor:porta

Se o proxy for autenticado, acrescente:

    export https_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta
    export http_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta
    export ftp_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta

A segunda é no sistema, acrescente a configuração no arquivo /etc/profile.

    export https_proxy=http://ip-do-servidor:porta
    export http_proxy=http://ip-do-servidor:porta
    export ftp_proxy=http://ip-do-servidor:porta

Se o proxy for autenticado, acrescente:

      export https_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta
       export http_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta
       export ftp_proxy=http://username:password@ip-do-servidor:porta

 

No System Shell :

      # vim /etc/profile e inclua as seguintes linhas dentro do arquivo:

    export http_proxy=http://user:senha@ip-do-servidor:porta
    export https_proxy=http://user:senha@ip-do-servidor:porta
    export ftp_proxy=http://user:senha@ip-do-servidor:porta

 

No User Shell :

      # vim ~/.profile e inclua as seguintes linhas dentro do arquivo:

    export http_proxy=http://user:senha@ip-do-servidor:porta
    export https_proxy=http://user:senha@ip-do-servidor:porta
    export ftp_proxy=http://user:senha@ip-do-servidor:port

 

Para usar GIT :

Limpa configuração:

>git config --global --unset https.proxy
>git config --global --unset http.proxy

Envia nova confituração:

>git config --global https.proxy https://USER:PWD@ip-do-servidor:porta
>git config --global http.proxy http://USER:PWD@ip-do-servidor:porta

Verifica configuração:

>git config --get https.proxy
>git config --get http.proxy

 

No YUM :

    # vim /etc/yum.conf e inclua trecho no arquivo:

    proxy=http://user:senha@ip-do-servidor:porta

 

Para o CURL :

Você pode usar dentro do script de execução:

curl -x <[protocol://][user:password@]proxyhost[:port]> url
--proxy <[protocol://][user:password@]proxyhost[:port]> url
--proxy http://user:password@Your-Ip-Here:Port url
-x http://user:password@Your-Ip-Here:Port url

 

Para PROXY no WordPress clique aqui para ler o artigo.

Fazio

Profissional de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), estuda sobre o assunto desde 1996. Formado em 2011 pela UNIP, trabalhou no suporte técnico de produtos Apple® por 2 anos, atendimento e suporte a computadores pessoais desde 2009 e gerenciamento de servidores e workstations desde 2010.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *